quarta-feira, 6 de julho de 2011

Respeito à ciência

Avatar mostra conflito entre humanos
e nativos do planeta Pandora.
Foto: Divulgação.

O cineasta James Cameron, autor da superprodução Avatar, acaba de ser nomeado explorador honorífico pela National Geographic Society. Embora o título pareça ser estranho, significa muito trabalho em prol das causas ambientais. Cameron trabalhará com a "National Geographic" em uma série de projetos com a emissora e a revista. Entre eles, uma série de documentários sobre o oceano, que quis realizar nos últimos 20 anos.

Para o cineasta, é lamentável que a sociedade só se importe com a ciência quando ela avança em campos do seu interesse, como as novas tecnologias, mas não faz sua parte quando o assunto é preservar o planeta. "Como sociedade, não respeitamos a ciência como deveríamos".

Como "contador de histórias", Cameron espera chegar ao grande público, ensinando e despertando o interesse pelo respeito ao ambiente.

O filme Avatar, dirigido por James Cameron narra o conflito entre humanos e os nativos do planeta Pandora. O enredo mostra como "os povos podem voltar guerreiros para proteger a natureza contra as incursões do mundo desenvolvido".

(Agência EFE)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente, participe!